Em busca do unicórnio: profissional de marketing perfeito - PARTE II

Publicado em 10 de Junho de 2015 - Tempo de leitura -

Augusto Pinto - Co-fundador do Grupo RMA

Siga-me:

Voltamos para nossas reflexões e a busca por seres mitológicos. No post anterior, falamos das lacunas provocadas pela rápida ascensão do Marketing Digital: o gap de talentos, o gap tecnológico e o gap de estratégias.Focamos no gap de talentos e fizemos a curiosa comparação com o unicórnio, seres que não existem, e mostramos que o profissional de marketing, em especial o voltado para marketing de conteúdo, ainda não aprende nas escolas como pensar inbound marketing. Dessa forma, identificamos o gap de estratégia.

Consequência do gap tecnológico, essa lacuna reflete o desconhecimento das novas tecnologias de Marketing Digital, levando os CMO’s a elaborarem planos anuais de marketing de olho no retrovisor. Essa é uma gestão de marketing equivocada, acreditem. Nos dias de hoje, raramente um planejamento com mais de 6 ou 8 meses sobreviverá sem mudanças de percurso.


Recentemente, a Adobe fez a seguinte pergunta a 1.000 CMO’s: “o que você considera mais importante para os marketeiros nos próximos três anos”? A resposta mais popular foi social media marketing e social networking (que na verdade, a maioria deles não entende), com apenas 13%, seguido de personalização e targetting com 12%. Um tema quentíssimo como Content Marketing apareceu apenas em 10o lugar, com 5% das escolhas!


Screen_Shot_2015-06-10_at_12.07.31


Essa falta de consenso é reflexo da gestão de marketing pobre e sem estratégias com foco na captação de clientes, comum na maioria das grandes empresas. O CMO, para zerar o gap estratégico, deveria trazer para seu cotidiano um dos princípios do marketing: a descoberta.

Ao se convencer que entramos definitivamente na era do Customer Experience, suportado por contextualização e conteúdo sob medida (para cada um dos muitos perfis nos quais o público se divide), as iniciativas digitais mudarão de ótica, dando abertura para o que já entendemos por "foco no cliente".

Cada um desses três gaps são complexos, merecendo uma abordagem específica, que faremos em outros posts. Aguardem cenas dos próximos capítulos! 

New Call-to-action

 

Para outros insights, clique aqui: Converter

Posts relacionados

Mais sobre Converter

4 erros comuns em projetos de desenvolvimento de sites

Carlos Tesore

5.set.2016
Mais sobre Converter

O que é Growth Driven Design (GDD)?

Carlos Tesore

19.fev.2016
Mais sobre Converter

Quais são as táticas de marketing mais superestimadas?

Felipe Collins Figueiredo

14.dez.2015

Quer falar sobre resultados? Dá um alô na gente. ;)

Resultado da busca